Carregando

A durabilidade da bateria automotiva

A durabilidade da bateria automotiva

Você sabia que alguns fatores influenciam na vida útil da bateria automotiva? Nesse artigo falaremos sobre alguns deles.

Primeiramente, é importante saber que a bateria automotiva foi desenvolvida única e exclusivamente para dar partida nos veículos automotivos. Porém, no decorrer dos anos, com o surgimento de diversos equipamentos eletrônicos que facilitam o dia a dia dos motoristas, melhoram seu conforto e até mesmo ajudam em vários controles e segurança do veículo, a bateria passou a ter outras funcionalidades. 

Justamente por esse motivo, a durabilidade da bateria automotiva é diferente quando aplicada em veículos com poucos opcionais elétricos e em veículos denominados eletrônicos (com vários opcionais elétricos). Por isso que se diz que a durabilidade da bateria automotiva depende, além da qualidade da bateria, da forma de uso durante sua vida útil. 

 

10 aspectos que afetam no rendimento e durabilidade das baterias automotivas

  1. Nível da solução

  • O nível da solução deve estar abaixo ou até mesmo bem próximo das placas existentes dentro da bateria, pode desagregar massa e até mesmo ocasionar sobrecarga na bateria automotiva;

  • O nível alto da solução pode indicar que foi completado incorretamente, nesses casos a densidade fica abaixo de 1,250g/ml, perdendo capacidade elétrica e podendo em determinados casos não dar partida.

 

  1. Recarga da bateria no carregador

  • Carga rápida (com capacidade acima de 10% da capacidade da bateria) pode causar sobrecarga por tensão na bateria automotiva;

  • Manter a bateria na carga após estar com a carga completa, ou seja, a bateria automotiva está em plena carga quando atinge a densidade de 1.250g/L (medido com o densímetro) ou 15,5 a 16 volts (medido com multímetro).

 

  1. Terminais sujos ou soltos

  • Terminais sujos podem isolar o contato com os polos, não deixando com que passe corrente suficiente para dar partida no veículo;

  • Terminais soltos podem derreter os polos e também podem gerar faíscas, causando explosão da bateria.

 

  1. Suporte mal fixado

  • O suporte não pode ficar solto, senão a bateria automotiva pode furar por ficar raspando;

  • Suporte solto também pode causar curto circuito na bateria por causa dos solavancos que recebe, especialmente quando usadas em estradas com buracos ou sem asfalto.

 

  1. Instalação de bateria com menor capacidade

  • A instalação de bateria automotiva com menor capacidade de reserva do que o veículo exige, mais cedo ou mais tarde o deixará sem partida.

 

  1. Bateria descarregada

  •  Quando deixar o veículo parado por longos períodos de tempo, a bateria automotiva descarregará e será necessário carregá-la com um carregador. Você pode ligar um carregador de bateria inteligente, que evitará de a bateria perder a capacidade de armazenamento e prolongará a vida útil dela. 

  • A bateria descarregada por longos períodos de tempo, após descarregar, pode causar algum defeito, seja sulfatação ou curto circuito.

  • O mesmo acontece quando a corrente do alternador está muito baixa ou há defeito no regulador de voltagem, a bateria tende a descarregar, pois não será alimentada adequadamente. Importante esclarecer que o alternador não consegue carregar a bateria, ele apenas a mantém carregada.

 

  1. Utilização de equipamentos eletrônicos com veículo desligado

  • Climatizadores, aparelhos de PX, TV, frigobar, rastreadores e outros componentes eletrônicos também são responsáveis por consumir a carga da bateria. Além de consumir a carga, tem causado sobrecarga por ciclagem (esponjamento) na placa negativa. Isso faz que não absorva mais carga, aquece demais e evapora a solução.

  • A instalação excessiva de equipamentos eletrônicos consome uma corrente maior do que a capacidade do alternador, não permitindo que o alternador mantenha a carga plena da bateria automotiva.

 

  1. Bateria parada em estoque

  • Bateria automotiva nova, ainda que parada em estoque, descarrega. Esse processo é denominado auto descarga. No caso de bateria nova, deixar em estoque no máximo até 90 dias, após esse período ela descarregará. Se a bateria já for usada, esse prazo será mais curto, dependendo das condições em que se encontram a bateria.


 

  1. Utilização de ferramentas inadequadas

  • Nunca teste a bateria utilizando cabos ou chaves (ferramentas) fechando curto-circuito através dos polos da bateria automotiva, além de ser um falso diagnóstico, dependendo do estado de carga e condições de uso da bateria, este procedimento, pode destruí-la por completo ou diminuir significativamente sua vida útil. Dependendo da situação, a bateria pode explodir, causando danos físicos às pessoas a sua volta.

  • Também, o fechamento de curto entre a bateria e o veículo pode causar danos na parte elétrica do veículo.

 

  1. Aplicação da bateria automotiva em outros equipamentos

  • A bateria automotiva não pode ser instalada em qualquer equipamento (empilhadeira elétrica, placa solar, entre outros), pois há necessidade de uma instalação elétrica compatível para que mantenha a carga completa da bateria durante toda sua vida útil.

 

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com os amigos através do WhatsApp ou das mídias sociais!

Solicite sua bateria !

Solicitar Orçamento Veja onde comprar